Tenha uma boa madrugada! Hoje é Sexta, dia 27 de Novembro de 2020. Agora são 03:34:55 hs

Parabéns a todas e todos pela luta!

Travamos uma luta árdua e intensa contra o Governo, Judiciário e Mídia nesta batalha! Lutamos bravamente pela defesa de nossos direitos e escrevemos um novo capítulo na história dessa categoria!

Travamos a maior greve da história dos Correios! Enfrentamos de cabeça erguida e com a certeza de que estávamos certos de que é preciso lutar! Ficou forte para nós a lição de que teremos cada vez mais que nos unir, que só a nossa unidade vai mudar todo esse estado de coisas!

Tivemos uma derrota momentânea e já temos que nos preparar para os próximos dias, recuamos para nos restabelecermos e tirarmos novas estratégias!

Nossa luta está só começando, é luta pra vida inteira! Momentos difíceis para nossa categoria e toda a classe trabalhadora, mas com a nossa unidade e companheirismo voltaremos a sonhar!

Agradecemos imensamente a todos pela confiança na condução desta greve! É uma honra lutar com vocês e representar estes bravos e bravas guerreiras!

Somos gratos, pois temos muitos companheiros e companheiras que podemos contar na luta!

 

A luta continua, nossa luta só começou! 

 

Diretoria Colegiada

SINTECT-GO

Leia mais ...

Trabalhadores (as) dos Correios em Goiás e em todo o país deflagram greve por tempo indeterminado

Em razão dos inúmeros ataques que os trabalhadores (as) dos Correios vem sofrendo e da intransigência da ECT em negociar, os 36 sindicatos da categoria decidiram, em amplo debate, unificar o calendário de lutas e realizar uma grande mobilização e greve nacional, a partir das 22 h de ontem (17). Em Goiás, cerca de 300 trabalhadores (as) participaram de Assembleia Geral para aprovação da greve e, em todo o país, cerca de 100 mil trabalhadores dos Correios deliberaram greve nacional em assembleias organizadas pelos sindicatos filiados.

  Os profissionais dos Correios vão parar as atividades por tempo indeterminado contra a retirada de direitos, contra a privatização da empresa e negligência com a saúde dos trabalhadores em relação à Covid-19. 

Por que estamos em greve nesse momento? 

  • Os trabalhadores (as) dos Correios vem sofrendo diversos ataques nos últimos anos, enfrentando o desmonte e o sucateamento da empresa claramente provocados para que a única saída seja a privatização; 

  • Desde o início da pandemia da Covid-19, esses ataques ficaram ainda mais graves, pois para oferecerem o básico para a garantia de saúde e proteção dos trabalhadores (as), a ECT precisou de liminar na Justiça e, muitas vezes, não seguiu a determinação;

  • Ao suspenderem o Acordo Coletivo, que valia por dois anos, obrigaram os trabalhadores (as) a realizarem um processo de negociação coletiva em plena pandemia;

  • O General Floriano Peixoto, presidente dos Correios, ainda apresentou uma proposta em que haverá a retirada de 70 cláusulas do atual Acordo Coletivo, acabando com os 30% do Adicional de Risco, Vale Alimentação, Auxílio Creche/Babá, 70% sobre férias, Licença Maternidade de 180 dias, entre outros. São direitos conquistados historicamente pelos trabalhadores (as) dos Correios. Houve ainda um aumento na participação dos planos de saúde, em detrimento da redução da participação da empresa. 

  Diante de tantos ataques e da ampla retirada de direitos por parte da ECT e do Governo Federal, e de tamanha negligência com a saúde e a integridade dos trabalhadores dos Correios, agora é greve! 

Leia mais ...

Assembleia Geral Extraordinária: Agora é greve!

   O SINTECT-GO convoca todos os trabalhadores e trabalhadoras dos Correios em Goiás para a Assembleia Geral Extraordinária, por meio de videoconferência, que será realizada na próxima segunda-feira, 17, a partir das 18h30. Na pauta da Assembleia teremos os seguintes pontos: Informes, Avaliação da Campanha Salarial e aprovação (ou não) de Greve a partir das 22 horas do mesmo dia (17). O link para participação será disponibilizado a todos os trabalhadores (as) da base do SINTECT-GO por email e whatsapp até segunda-feira.
   Após Assembleia no último dia 04 de agosto, os trabalhadores (as) decidiram unificar a data com a FENTECT e com os 36 sindicatos da categoria para uma mobilização nacional. A greve é resultado dos inúmeros ataques sofridos pelos Ecetistas nos últimos anos e, mesmo diante de uma grave pandemia do novo Coronavírus, o governo e a direção dos Correios insistem no desmonte da empresa com o intuito de privatização e em atacar os trabalhadores retirando direitos historicamente conquistados.
  Ao suspenderem o Acordo Coletivo que valia por dois anos, obrigaram os trabalhadores (as) a realizarem um processo de negociação coletiva em plena pandemia e, além disso, o General Floriano Peixoto ainda apresentou uma proposta em que haverá a retirada de 70 cláusulas do atual Acordo Coletivo, acabando com os 30% do Adicional de Risco, Auxílio Creche/Babá, 70% sobre férias, entre outros. Um desrespeito escancarado com os profissionais dos Correios.
Por isso, esperamos todos os trabalhadores (as) para uma grande mobilização. Direitos se ampliam, não se retiram! Por nenhum direito a menos, agora é greve!

#Vai ter luta!
#Contra a retirada de direitos!
#Diga não à privatização!
#Pela vida!
#SINTECT-GO na luta sempre!

 

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

 

 

Leia mais ...
Assinar este feed RSS