Tenha uma boa tarde! Hoje é Quarta, dia 20 de Janeiro de 2021. Agora são 15:45:38 hs

Inscrições para o I Encontro Regional de Saúde são prorrogadas até o dia 23


 

Foram prorrogadas até o dia 23 de novembro as inscrições para o I Encontro Regional de Saúde dos Trabalhadores dos Correios. O evento será realizado no dia 26 de novembro, no Hotel Serras de Goyaz, em Goiânia, a partir das 8h.

Como participar:

Basta preencher a ficha de inscrição, disponível abaixo, digitalizá-la ( ou tirar uma foto legível) e enviá-la ao SINTECT-GO por:

  • email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ;
  • fax: (62) 3280-4415;
  • Whatsapp: (62)99688-8408;
  • entregá-la diretamente na sede do Sindicato, localizada na Rua anhangá , Quadra 32-A Lote 25 Vila Brasília, Aparecida de Goiânia – Goiás.

Saiba mais aqui. 

Leia mais ...

Todos ao I Encontro Regional de Saúde dos Trabalhadores dos Correios

Evento que acontece no próximo dia 26, terá a participação de especialistas em prevenção e pretende esclarecer porque tanto trabalhador tem adoecido nos Correios. Na oportunidade, também será discutida a situação caótica do Plano de Saúde da categoria. Participe!

Diante do crescente número de ecetistas que adoecem, reabilitam ou aposentam por invalidez por causas ligadas as condições de trabalho, o SINTECT-GO realiza no dia 26 de novembro o I Encontro Regional de Saúde dos Trabalhadores dos Correios. O evento ocorrerá no Hotel Serras de Goyaz, localizado na Av. Paranaíba, 1445 - Setor Central, Goiânia – GO, a partir das 8h.

O I Encontro de Saúde dos Trabalhadores dos Correios visa conscientizar os ecetistas da importância de se cuidar da saúde. Entre os temas que serão abordados, estão: “Assédio Moral”, “Saúde Mental”, “Causas, diagnóstico e prevenção das doenças ocupacionais dos trabalhadores”, “As medidas administrativas e jurídicas a serem tomadas” e o “Desmonte do Plano de Saúde da categoria (Postal Saúde)”.

Todos os trabalhadores filiados ao Sindicato podem participar do Encontro, para isso basta preencher a ficha de inscrição abaixo e enviá-la ao SINTECT-GO até o dia 19 de novembro por:

  • email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ;
  • fax: (62) 3280-4415; ou
  • entregá-la diretamente na sede do Sindicato, localizada na Rua anhangá , Quadra 32-A Lote 25 Vila Brasília, Aparecida de Goiânia – Goiás.

 

O preenchimento da inscrição é fundamental para que o Sindicato possa providenciar a estrutura adequada aos participantes. Por isso, não esqueça de se inscrever com antecedência.

Doenças ocupacionais

Atualmente o número de pessoas que foram reabilitadas ou aposentadas por doenças é alarmante, e nos Correios a situação não é diferente. Toda empresa e/ou empregador tem a obrigação de garantir condições que preserve a saúde dos trabalhadores, mas não é o que acontece. A saúde dos trabalhadores é comprometida diariamente, sobretudo por causa das péssimas condições de trabalho, e o desenvolvimento de doenças ocupacionais acaba sendo inevitável.

Postal Saúde no Vermelho

Além do trabalhador adoecer nos Correios em função da sobrecarga, da falta de ergonomia e de outras condições relacionadas ao trabalho, o ecetista ainda sofre com a falta de assistência médica que deveria ser assegurada pelo seu Plano de Saúde. Desde o surgimento da Postal Saúde, os trabalhadores convivem com a falta de atendimento médico, descredenciamento de profissionais e a recorrente ameaça de pagamento de mensalidades e exclusão de dependentes.

Em cumprimento ao ACT 2016/2017 foi instaurada uma Comissão Paritária para discutir a situação do Plano. Os representantes da ECT alegam dificuldades financeiras e  insistem a todo custo em alterar o custeio do plano. Já está suspensa a inclusão de novos beneficiários e pretendem propor mensalidades. É preciso mobilizar!

 

Leia mais ...

Vem aí o III Encontro Regional da Questão Racial





A Diretoria Colegiada do Sintect-GO, em cumprimento  ao compromisso firmado de combater  todas as formas de preconceito, discriminação, violência e exclusão social existentes, dentro e fora da ECT, promove no dia 30 de novembro, em reverência ao Mês da Consciência Negra, o III Encontro Regional da Questão Racial  e da Diversidade – Viva a Diversidade Humana!

O evento, que está previsto para acontecer no auditório do Augustus Hotel, no Centro de Goiânia, é voltado para todos os trabalhadores dos Correios em Goiás filiados ao Sindicato, sejam da capital ou do interior. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até 14 de novembro. Para isso basta preencher a ficha abaixo e enviá-la ao Sintect-GO por fax, e-mail ou pessoalmente.

Durante o fórum, que contará com a participação de militantes, especialistas e autoridades, serão realizadas atividades culturais e debatidos temas atuais sobre a Questão Racial no Brasil e no Mundo, sobre os desafios e as conquistas da Comunidade LGBT e sobre os direitos dos Deficientes Físicos. Você não pode perder!

“A realização deste encontro visa conscientizar os trabalhadores e difundir os problemas vivenciados pelas pessoas que são excluídas, violentadas e discriminadas em função de sua condição, sexualidade ou cor da pele, e ainda, conquistar o apoio na luta pela igualdade social material, pela tolerância e pela convivência respeitosa e harmoniosa com as diferenças”, disse Wesley F. Martins, secretário da Questão Racial, Diversidade Sexual e dos Deficientes Físicos.

Baixar a ficha de inscrição
 
Fonte/Autoria: Wesley Furtado
Leia mais ...

Sintect-GO participará do XV Encontro Nacional da Questão Racial





Em assembleias realizadas dias 24 e 25 de outubro, em Goiânia, Uruaçu e Jataí, foram eleitos os representantes de Goiás para o XV Encontro Nacional da Questão Racial da Fentect.

O evento será realizado entre os dias 12 e 15 de dezembro, em Salvador, na Bahia. Na oportunidade será homenageado Veridiano Farias, personalidade que se destacou no combate à intolerância e que foi o primeiro médico negro formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Representantes de Goiás

Delegados
Adailton Rodrigues de Azevedo (CDD Oeste Marista)
Urbano José Nunes (CTCE)
Ricardo Alexandro do Nascimento (CTCE)
Adimilson Alves do Carmo (CDD Jataí)
Antônia Monteiro da Silva Mendes (AC Uruaçu)

Suplentes
Solom Silvio Garcez de Mendonça (AC Central)
João Ferreira de Jesus (CTCE)
José Rilan de Sales Leôncio (CDD Pedro Ludovico)
Paulo Cândido Marinas (CDD Jataí)
Vencionário Veiga Rodrigues (AC Uruaçu)

Observador e seu suplente
Manoel Edelson Santana da Silva (CDD Oeste Marista)
Ueber Ribeiro Barboza (CDD Aparecida de Goiânia)
 
Fonte/Autoria: Wesley Furtado
Leia mais ...

Comissão de Questões Raciais debate 15º Encontro Nacional

A Comissão que trata sobre assuntos ligados à questão racial se reuniu nesta terça-feira e quarta-feira (6 e 7) para discutir a realização do 15º Encontro Nacional da Questão Racial dos Trabalhadores dos Correios. Ainda foram discutidas ações para o Dia da Consciência Negra, comemorado neste 20 de novembro, e criação de instrumentos de comunicação para fortalecer o debate de assuntos raciais dentro da categoria.

O grande objetivo da Comissão é fazer uma mapa da questão racial nos Correios e identificar e apurar casos de discriminação dentro da estatal, além de ampliar ações voltadas à saúde dos trabalhador. Estavam presentes o secretário da Comissão, Francisco Adão (MT), e demais membros Francisco Silvestre (PI), Márcio Pereira (RN), Hélio Samuel (SC), Carlos Messala (RS), Ademir Norberto (RJ), Carlos Azevedo (RJ) e Mauro Ramos (CAS).

Confira o Informe 001/2012_Questão Racial
 
Fonte/Autoria: Fentect
Leia mais ...

Hoje tem Assembleia para eleição de delegado para Encontro Nacional da Questão Racial





O Sintect-GO convoca os trabalhadores dos Correios em Goiás para as Assembleias de Eleição de Delegados para o XV Encontro Nacional da Questão Racial. Nesta quarta-feira, dia 24 de outubro, foram realizadas assembleias em Uruaçu e Jataí; e a assembleia da Capital será hoje, dia 25, em frente à Agência Central (Praça Cívica), às 18h30.

Promovido pela Fentect, o Encontro Nacional está previsto para ocorrer no mês de novembro, em data a ser definida, em Salvador, na Bahia.

Reconhecendo a importância do tema, o Sintect-GO garantirá a participação de seis delegados para o Encontro, dentre eles, quatro da capital e dois do interior.

O Encontro Nacional da Questão Racial é o fórum para a discussão de políticas de combate ao racismo tanto dentro dos Correios quanto fora da Empresa, além de propor políticas de valorização do negro como cidadão que construiu e constrói o país em seu dia a dia.
 
Fonte/Autoria: Daniela Martins • Assessora de Comunicação Sintect-GO
Leia mais ...

Mulheres discutem a realidade das trabalhadoras





Em um universo de mais de 118 mil trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), cerca de 30,4 mil são mulheres. Ou seja, aproximadamente 25% do quadro de pessoal é composto pelo sexo feminino, segundo dados de 2010 do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Para representar os trabalhadores, 35 sindicatos se distribuem em todo o território nacional. Apenas quatro deles, no entanto, são presididos por mulheres. A disparidade não é observada apenas na liderança. Falta o auxílio necessário para que as trabalhadoras tenham condição de prestar o melhor serviço à comunidade.

Por conta disso, funcionárias de todo o país se reuniram no Encontro Nacional de Trabalhadoras de Correios, nos dias 11 e 12 de junho em Fortaleza (CE). Já é a 15ª edição do evento e as conquistas são muitas nos anos que se seguem.

A telefonista Maria Alves Ferreira de Morais, que trabalha há 37 anos nos Correios, esteve no 1º encontro de mulheres, que ocorreu em São Paulo no ano de 1997. Segundo ela, havia cerca de 40 mulheres. “É bom ver como a participação da mulher na empresa cresceu ao longo dos anos. Agora, na edição deste ano, vieram mais de 100 mulheres”, afirma. Maria, que participou de 14 encontros, defende ainda que a mobilização feminina não deve se resumir ao evento anual. “O mais importante é preparar as companheiras para as batalhas do dia a dia".

E as batalhas são muitas. Violência e assédio moral; tripla jornada de trabalho; preconceito; falta de reconhecimento... Sem falar nas lutas em relação aos direitos que possuem como mãe. A mobilização do momento é pelo direito à creche no local de trabalho e pelo auxílio na educação dos filhos. Mas também há bandeiras de cunho puramente profissional, como explica a presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios e Similares da Bahia, Simone Soares Lopes. “Queremos que os sindicatos respeitem a cota de 30% na diretoria colegiada. Mas a nossa meta mesmo é a paridade entre homens e mulheres”, explica.

Falta equidade salarial
Outra bandeira levantada pela classe feminina dos Correios é a equidade salarial. Dados do Dieese mostram que a remuneração média feminina é inferior à masculina. Enquanto a ecetista recebe R$ 2.224,47 ao mês, o trabalhador da empresa recebe R$ 2.514,79. “Essa diferença de R$ 290 é reflexo de uma desigualdade histórica de tratamento entre homens e mulheres. O movimento feminino deve usar esses dados para intervir na atual realidade e lutar por melhores condições no ambiente de trabalho”, defende Rose Cruz, da Federação de Servidores Municipais do Ceará. 
 
Fonte/Autoria: Fentect
Leia mais ...

Força feminina se faz presente em Encontro Nacional

As mulheres representam em torno de 19% de ecetistas no Brasil, de acordo com dados de 2011 do Departamento de Planejamento de Gestão de Pessoal da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). No entanto, grande parte das trabalhadoras atuam na área administrativa, porque os testes físicos configuram uma barreira que exclui a entrada de várias mulheres na área operacional. Esse e outros aspectos serão discutidos no XV Encontro das Mulheres, que será realizado nos dias 11 e 12 de junho em Fortaleza (CE). O evento contará com a presença de 329 delegadas, que estarão defendendo o ponto de vista feminino. Consta na pauta os temas da evolução da mulher no sindicalismo nos 15 anos do evento, o famigerado SAP, a homofobia, o assédio e violência contra a mulher no âmbito trabalhista.

De acordo com a agente de correio, Fátima Gonçalves, que faz parte da Comissão Nacional de Organização do evento, essa é uma oportunidade de trocar experiências e debater maneiras de solucionar os problemas pelos quais as mulheres passam. "Entendemos que a vida das mulheres, da minoria, não é fácil. É muito bom termos um fórum para discutir essas dificuldades", afirma. Ainda segundo Fátima, as mulheres buscam reconhecimento e igualdade de gênero no trabalho, mas exigem o respeito pela diferença de cada um.


Força para lutar

As mulheres sofrem também para tentar conciliar as jornadas de trabalho com as atribuições no emprego e as necessidades da família. O reconhecimento em casa é a força que motiva as trabalhadoras para lutar por melhores condições de trabalho. "Esperamos deixar as companheiras mais municiadas de informações dos seus direitos para que com isso possam resolver os problemas, as arestas, no dia a dia da trabalhadora", ressalta Fátima.

Na atividade de carteira, as trabalhadores costumam ter problemas de saúde. Isso ocorre por conta da falta de pessoal suficiente, o que sobrecarrega os funcionários. Outra causa de doenças são os movimentos repetitivos feitos em função da atribuição, principalmente dos carteiros. Mas as agressões verbais são as mais difíceis de enxergar.  Além de todas as implicações que envolvem essa atividade tão importante para a comunicação no país, ocorrem ainda situações embaraçosas com uso de apelidos vexatórios como "nó cega", para caracterizar aquelas que não acompanham o ritmo desregulado imposto pela falta de estruturação da empresa.

Além da sobrecarga física a que se submete a profissional dessa área, há ainda o desgaste emocional relativo a ausência de infraestrutura para recepcionar de forma justa a mulher na carreira ecetista. "A falta de uniformes adequados é um exemplo de descaso com as trabalhadoras. É penoso encontrar roupas apropriadas para gestantes. É uma situação constrangedora. Ao final do encontro, a intenção é aprovar uma pauta das mulheres para discutir no Congresso Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Contect), que ocorrerá nos dias 10 a 17 de julho, também em Fortaleza", disse.
 
Fonte/Autoria: Fentect
Leia mais ...

Advogados dos Sintects discutem melhorias para a categoria

 

Advogados dos Sintects no encontro Jurídico


O II Encontro Nacional Paralelo Jurídico dos Sintects aconteceu em João Pessoa, na Paraíba entre os dias 21 e 23 de novembro. Advogados dos Sindicatos dos Trabalhadores dos Correios de todo o país se reuniram para discutir melhorias para a categoria no âmbito jurídico dos Sindicatos. As representantes de Goiás foram as advogadas Gizeli Costa e Mikelly Julie dAbadia.

De acordo com a advogada Gizeli Costa o objetivo do encontro é trocar informações, estudos e peças processuais entre todos os advogados do Sintects. “O encontro é uma forma dos advogados dos Sindicatos do Correios trocarem experiências e ampliarem o conhecimento de determinados assuntos. Da mesma forma que os Correios buscam especializar o quadro técnico dos advogados cruzando informações, os Sindicatos também tem buscado adquirir mais conhecimento para colaborar ainda mais com a luta da categoria”, destacou.

A advogada acrescentou que além do encontro que ajuda a criar mecanismos para fortalecer a luta dos trabalhadores, foi criado um site para que todos os advogados dos Sindicatos do Correios possam compartilhar informações, petições, sentenças e acórdãos. “Esse site que está em funcionamento, há um ano, tem o objetivo de dar mais resultados, celeridade e uniformidade nas conquistas dos ecetistas perante os tribunais regionais do trabalho de todo o país”, disse.

Buscando informar cada vez mais os trabalhadores dos Sintects sobre seus direitos a advogada Gizeli vai apresentar nos próximos encontros dois projetos de comunicação. A expectativa é criar a Revista de Direito dos Sintects e também uma plataforma digital com aulas informativas e tira dúvidas com acesso a todos os trabalhadores associados aos sindicatos participantes por meio de senha individual. Meios importantes que ajudam o trabalhador a se informar e lutar com mais respaldo perante as adversidades.

O próximo encontro já está definido será em Porto Alegre, no Rio Grande dos Sul. E no segundo semestre será em Belo Horizonte, em Minas Gerais.
 
Fonte/Autoria: Fernanda Camargo
Leia mais ...
Assinar este feed RSS