Tenha uma boa tarde! Hoje é Sexta, dia 05 de Março de 2021. Agora são 13:13:52 hs
18 Set

Greve em Goiás tem adesão maciça dos trabalhadores Destaque

Daniela Martins

Somente em Goiânia, 270 trabalhadores se reuniram na Praça Cívica

Mais de 270 trabalhadores, entre carteiros, OTTs e atendentes comerciais, já cruzaram os braços, somente na Capital, neste primeiro dia de greve dos Correios em Goiás. Os ecetistas atenderam à convocação do Sindicato e se reuniram, hoje, quarta-feira, 18, em frente à Agência Central dos Correios, na Praça Cívica, numa clara demonstração de que estão unidos, mobilizados e dispostos a lutar por seus direitos.

 

O Sintect-GO estima que 60% dos trabalhadores de base no Estado tenham aderido à paralisação já neste primeiro dia e a expectativa é que a adesão cresça. “Será a maior greve que Goiás já viu”, garantiu um carteiro na assembleia de deflagração da paralisação, na terça-feira, 17.

Além de Goiânia, outras 13 cidades do interior aderiram à greve: Jataí, Itumbiara, Rio Verde, Quirinópolis, Santa Helena, Mineiros, Porangatu, Anápolis, Santa Rita do Araguaia, Aragarças, Catalão e Uruaçu. Pelo Brasil, 28 sindicatos ligados à Fentect estão em greve.

A categoria reivindica reajuste de 7,13% mais aumento real de 15%, melhores condições de trabalho, a manutenção e melhoria do Correios Saúde, entre outros pontos.

Ao final da tarde, a diretoria colegiada do Sintect-GO realizou nova assembleia geral, na qual os trabalhadores decidiram pela manutenção da greve, com nova aglomeração na Praça Cívica, nesta quinta-feira, a partir das 9h da manhã.

Um grupo de estudantes do Colégio Planeta, que está fazendo um trabalho escolar sobre greve, esteve na Praça Cívica para conhecer e dar apoio à mobilização dos trabalhadores dos Correios.  Eles levaram cartazes e ajudaram os grevistas na luta por melhores condições de trabalho e melhorias salariais.

REIVINDICAÇÕES
• Aumento Real de 15%;
• Reposição da Inflação do período de 01 de agosto de 2012 a 31 de julho de 2013 em 7,13%;
• Aumento Linear de R$ 200,00;
• Pagamento das Perdas salariais (1994-2002) no valor de 20% em dezembro;
• Vale Alimentação/Refeição de R$ 40,00 (R$ 920 e R$ 1.080,00 para quem recebe 23 e 27 vales, respectivamente);
• Vale Cesta de R$ 400,00.

EIXOS DE LUTA
• Contratação de 110 mil ecetistas;
• Pelo fim do SAP, SARC e GCR;
• Contra o PL 4330 da terceirização; 
• Anistia a todos os trabalhadores. Sanção presidencial do PLC 83/2007;
• Em defesa do Postalis/BD;
• Não ao Postal Saúde;
• Pelo fim do Assédio Moral;
• Redução da jornada de trabalho para 30h/semanais e de 6h para atendentes comerciais;
• Entrega pela manhã em todo o país;
• Por um Correios 100% estatal;
• Não às mazelas do PCCS 2008.

 
Fonte/Autoria: Daniela Martins
Avalie este item
(0 votos)
voltar ao topo