Tenha uma boa tarde! Hoje é Sábado, dia 25 de Maio de 2019. Agora são 15:20:55 hs
22 Mai

AGM fecha parceria para auxiliar no endereçamento municipal Destaque

A Associação Goiana de Municípios (AGM) fechou parceria com a empresa Geopix para auxiliar na realização do endereçamento municipal por meio de um sistema de geoprocessamento. A redistribuição dos endereços está em debate desde o ano passado, quando os Correios apontaram as dificuldades trazidas pelo desordenamento existente nos municípios e lançaram uma cartilha orientativa. A AGM participou, inclusive, de reuniões no Ministério Público Federal (MPF) para discutir soluções para este problema.

Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira (15), o representante da Geopix, Luiz Fernando Lozi, apresentou a ferramenta aos assessores dos Correios, José Eudon Lira e Ana Karla Moura. O secretário-executivo da entidade, Natã Gomes, também acompanhou a apresentação.

O sistema já foi utilizado em Goianésia, um dos 27 municípios com mais de 30 mil habitantes, definidos pelos Correios como prioritários na ação. No município, o trabalho foi concluído em 90 dias. Antes da definição dos números dos imóveis, a equipe responsável pela ação fez a cartografia organizada do município, o que pode ser feito por meio de um voo ou de uma imagem de satélite. Depois disso, é possível dividir a cidade em setores, quadras e lotes.

Luiz Fernando explica que o trabalho foi feito com a definição do marco zero de Goianésia, localizado no centro geográfico da cidade, no cruzamento das avenidas Goiás e Brasil.

“Resolvemos adequar o geoprocessamento de Goianésia ao Plano Diretor de Endereçamento Postal do município. A partir do cruzamento dessas avenidas, nós distribuímos geograficamente a cidade. Todas as vias que cortam a cidade na vertical que estão acima do marco zero fazem parte do Norte e todas aquelas abaixo são integrantes do Sul. Da mesma forma, dividimos em Leste e Oeste as vias horizontais que estão à direita e à esquerda, respectivamente, do marco zero”, destacou Luiz Fernando.

Com essa definição, todos os nomes de logradouros do município foram alterados. “Por exemplo, temos agora a Avenida Brasil Leste e a Avenida Brasil Oeste. Com isso, o crescimento da cidade passa a ser completamente ordenado. Os números das casas agora seguem um critério métrico: partimos do marco zero e levamos em consideração também o tamanho da frente do lote. Um lado da rua segue numeração par e o outro ímpar”, informou Lozi.

Os imóveis de esquina recebem duas numerações, já que estão, ao mesmo tempo, em dois logradouros. De acordo com Luiz Fernando, mesmo se o lote for desmembrado, haverá múltiplos divisores, sem nenhum prejuízo da numeração. O mesmo ocorre caso o lote seja reunificado. Ele destaca que essas modificações nos lotes devem sempre atender a legislação municipal. Dessa forma, sempre haverá uma lógica sequencial na numeração.

 

Obrigação legal

A AGM, por meio dessa parceria, pretende divulgar o sistema, que facilita o trabalho das Prefeituras para a realização do endereçamento municipal. Para os municípios filiados à Associação, a Geopix oferece o serviço com preço diferenciado e redução nos custos para implantação da numeração municipal.

A entidade entende que essa é uma ação prioritária no município não só por se tratar de obrigação legal para os municípios com mais de 20 mil habitantes, em regiões metropolitanas ou aglomerações urbanas, em áreas de interesse turístico ou em regiões sob a influência de empreendimentos com grande impacto ambiental, mas também por facilitar o trabalho de carteiros, entregadores, taxistas e até mesmo de trabalhadores da emergência, como bombeiros e Samu.

O assessor dos Correios, José Lira, elogiou o trabalho apresentado pela Geopix e pela AGM e destacou que a iniciativa é uma evolução, mais completa e vai além do que foi inicialmente vislumbrado pelos Correios. “Independentemente de qual lado a cidade crescer, a numeração vai ser contemplada sem nenhuma dificuldade. Em nosso modelo, a numeração só seria contemplada se a cidade crescesse para um único lado”, afirmou.

José ressaltou ainda que, com o menor preço do sistema para os municípios filiados à AGM, ele acredita que mais prefeituras poderão implantar o endereçamento municipal e trazer melhorias para a comunidade.

Reprodução: Assessoria de Comunicação da AGM

Avalie este item
(0 votos)
voltar ao topo