Tenha uma boa madrugada! Hoje é Terça, dia 12 de Novembro de 2019. Agora são 05:06:25 hs

Ecetistas em Jataí cruzam os braços contra assédio da gestão

 

Os trabalhadores dos Correios em Jataí paralisaram suas atividades nesta segunda-feira, 19 de novembro, como protesto aos abusos da gestão. Dos 30 carteiros, 21 aderiram ao movimento, que reivindica uma posição da ECT em relação aos assédios e pressões praticados pelo gerente da unidade. A paralização será de 24h.

A deliberação do movimento ocorreu nesta manhã durante Assembleia, mas os trabalhadores já estavam em estado de greve desde o dia 05 de novembro.

 

Leia mais ...

Carteiros de Aparecida denunciam assédio moral e prática antissindical ao MPT

Alex San



Carteiros do CDD de Aparecida de Goiânia registraram no Ministério Público do Trabalho em Goiás (MPT-GO), na última sexta-feira, dia 6, denúncias por assédio moral e prática antissindical promovidos pela Diretoria Regional dos Correios contra dois delegados sindicais. O fato ocorreu após a mobilização da categoria no dia 22 de agosto.

Naquela data, os trabalhadores de Aparecida paralisaram suas atividades por 24 horas como forma de protesto contra as precárias condições de trabalho, o déficit de pessoal que leva à sobrecarga, o sucateamento das bicicletas e motos utilizadas, além do fato de serem obrigados a realizar entregas no período vespertino, quando o sol é mais forte, prejudicando a saúde dos carteiros. Durante a mobilização foi entregue uma Carta Aberta à População, produzida pelo Sintect-GO.

Dias depois da mobilização em Aparecida de Goiânia, a DR/GO notificou dois dos três delegados sindicais a “prestarem informações” sobre a paralisação e entrega da Carta Aberta. Tal fato configura assédio moral. Na denúncia apresentada ao MPT, um dos carteiros explicou que ficou constrangido e  amedrontado.

Com a denúncia apresentada ao MPT, o Sintect-GO solicita providência da Procuradoria Regional do Trabalho da 18ª Região.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS