Tenha uma boa tarde! Hoje é Sexta, dia 03 de Julho de 2020. Agora são 14:20:26 hs

SINTECT-GO (140)

SINTECT-GO realiza seminário para tratar de privatização

 

A fim de esclarecer e tirar todas as dúvidas dos trabalhadores sobre privatização, o SINTECT-GO promove, no dia 02 de julho, o Seminário sobre Privatização, a partir das 8h, na sede do Sindicato, localizada na Rua Anhangá, Quadra 32-A, Lote 25, Vila Brasília, Aparecida de Goiânia. O evento contará com a presença do professor Alexandre Aguiar dos Santos, doutor em direito pela UFSC e diretor do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES), e outros convidados.

A ECT vem passando por um processo de reestruturação desde 2015, e no entendimento da Diretoria Colegiada do SINTECT-GO trata-se, nada mais nada menos, de ser a própria privatização da Empresa. Processo que só foi permitido pela famigerada MP 532 que se tornou a Lei 12490/2011. Com a posse do presidente interino, Michel Temer, o processo se acelerou e seguindo uma diretriz governamental neoliberal já se fala claramente em abertura de capital e privatização de parte da Empresa.

No dia 17 de junho os representantes dos sindicatos se reuniram em Brasília para a posse do novo presidente dos Correios, Guilherme Campos. Na ocasião, os trabalhadores questionaram sobre a reestruturação da ECT e consequentemente sua privatização.

Além disso, projetos em tramitação no Congresso favorecem a privatização não só dos Correios, mas de todas as estatais, como o PL 555/2015, que determina que empresas públicas e sociedades de economia mista sejam constituídas sob a forma de sociedade anônima, e o PLS 4330 (agora no Senado) que define que empresas poderão terceirizar não apenas as atividades-meio, mas também as atividades-fim, ou seja, uma série de ataque contra os direitos da classe trabalhadora estão sob a mira do capital.

Assim, é importante que o trabalhador entenda o que é privatização, como ela transforma as relações de trabalho e, principalmente, quais são as consequências para os trabalhadores e trabalhadoras.

 

 

Leia mais ...

ARCO/GT presta contas e altera estatuto durante assembleias

Dando mais uma passo rumo à democratização da Associação Recreativa dos Correios de Goiás e Tocantins (ARCO/GT), a Equipe de Gestão Transitória realizou no último sábado, 21 de maio de 2016, Assembleia Geral de Prestação de Contas e Assembleia Geral de Alteração Estatutária. As assembleias ocorreram na sede do SINTECT-GO, conforme divulgação na base e publicação de edital em um jornal de grande circulação em Goiás.

Pela primeira vez as contas da ARCO/GT foi apresentada para os associados, reafirmando assim o compromisso de administração transparente e responsável firmado pela Equipe de Gestão Transitória.  A prestação de contas da ARCO/GT estará em breve no site do Sindicato.

Além disso, durante a Assembleia Geral de Alteração Estatutária, o estatuto da entidade foi reformulado completamente para se adequar a Lei Nº 10.406/2002, que instituiu o Código Civil.

O desejo dos trabalhadores associados em participar democraticamente da gestação da ARCO/GT aos poucos começa a se tornar realidade.

Leia mais ...

SINTECT-GO fecha convênio com o SENAI-GO

 

Para incentivar que os ecetistas filiados se capacitem profissionalmente, o SINTECT-GO acaba de fechar um convênio com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Goiás (SENAI-GO). Com essa parceria, os trabalhadores filiados ao sindicato, dependentes e colaboradores do SINTECT-GO terão descontos ao se matricularem em algum curso oferecido pelo SENAI.

Neste primeiro momento, serão oferecidos cursos voltados para a realidade dos ecetistas, entre eles de aperfeiçoamento profissional, qualificação a distância, de idioma, técnico de formação (nível médio), cursos superiores e pós graduação. Confira abaixo a lista dos cursos ofertados:

Para se matricular, o filiado deve acessar este formulário e se inscrever no curso de sua preferência. O período do curso, carga horária e valor podem ser conferidos AQUI.

Vale ressaltar que os convênios firmados em 2015, e divulgados no Ecetista na Luta do mês de outubro de 2015, continuam. Para mais informações, acesse a aba de convênios no site do SINTECT-GO.

 

SE INSCREVA AQUI!

 

Leia mais ...

Unidades da DR/GO podem paralisar suas atividades no dia 29

Reivindicando melhores condições de trabalho, os trabalhadores da AC Porangatu, AC Uruaçu, CDD Bandeiras, CDD Jataí, e UD Senador Canedo podem paralisar suas atividades no próximo dia 29 de março de 2016. As assembleias para deflagração da paralisação serão realizadas também no dia 29 em frente às unidades, com primeira chamada às 8h e a segunda chamada às 8h15 nas unidades do interior, e primeira chamada as 08h30 e a segunda chamada as 09h em Goiânia. Problemas na estrutura física dos prédios onde funcionam as unidades, falta de climatização e falta de efetivo são os principais problemas citados pelos trabalhadores.

O principal problema da AC Porangatu é a falta de climatização, o único aparelho de ar condicionado da unidade é defeituoso, apesar de ser concertado diversas vezes. Os trabalhadores também reclamaram da Distribuição Domiciliária Alternada (DDA), que prejudica os carteiros e gera atraso na distribuição postal. Além disso, uma reforma no prédio foi prometida há anos, mas ela não foi de fato iniciada.

Na AC Uruaçu, os principais problemas são o DDA e o Sistema de Distritamento (SD), que não é colocado em prática. Os trabalhadores também reclamam da falta de um veículo para fazer a distribuição, que acaba sendo muito prejudicada.

Estrutura predial e falta de climatização são os principais problemas da UD Senador Canedo. A unidade é pequena e não comporta o número de trabalhadores, cerca de 25, e para piorar, a UD Senador Canedo só conta com um banheiro.

No CDD Jataí o problema também é em relação à estrutura predial. O CDD funciona em um prédio de dois andares, sendo que no segundo andar funciona REVEN e no primeiro o CDD, a Agência e o espaço para encomendas expressas do CEE , contudo não há espaço para a quantidade de trabalhadores existentes na unidade. Não há um lugar específico para guardar as caixas de correspondências, nem espaço para guardar o material de limpeza, que acaba sendo entulhado no banheiro feminino.

Já no CDD Bandeiras, a principal reclamação dos trabalhadores é em relação a um projeto de divisão do prédio em duas unidades, que nunca foi colocado em prática. Além disso, não há um espaço para se guardar as motos, que acabam ficando dentro da unidade. A falta de efetivo e o deslocamento de pessoas para outras funções ou unidades sem a substituição dos mesmos também são outros pontos de reivindicação.

Leia mais ...

Assembleia de Prestação de Contas do Sindicato será realizada no dia 29

O SINTECT-GO realiza na próxima segunda-feira, 29 de fevereiro, a Assembleia Geral Ordinária de Prestação de Contas do Exercício 2015,às 18h30, na sede do Sindicato, localizado na Rua Anhangá , Quadra 32-A, Lote 25, Vila Brasília -Aparecida de Goiânia, Goiás.

Ao longo do ano de 2015, o Conselho Fiscal se reuniu diversas vezes para fiscalizar as contas do SINTECT-GO e os balancetes da diretoria. Toda a documentação contábil, bem como o demonstrativo do último semestre do ano anterior, já foi analisada pelo Conselho, que aprovou as contas sem nenhuma ressalva ou registro de irregularidades.

 

Autoria: Laryssa Machado - Assessoria de Comunicação SINTECT-GO

Leia mais ...

Ecetistas em Goiás aprovam Estado de Greve

Os trabalhadores em Goiás que estiveram presentes na Assembleia Geral e nas Assembleias Regionais, realizadas nesta terça-feira, 23, para referendar a Campanha Nacional Extraordinária e seu calendário de lutas, decretaram estado de greve em defesa dos Correios Público (100% estatal), dos empregos, por manutenção dos direitos e contra a Restruturação da ECT.

A Campanha é uma resposta do movimento sindical e dos trabalhadores as mudanças unilaterais e aos ataques que vem sendo realizados gradativamente a partir da reestruturação da ECT e da propaganda de que a Empresa estaria enfrentando um suposto colapso. Os trabalhadores reunidos na noite de ontem atribuíram os problemas que os Correios atravessam à má gestão e as decisões políticas e administrativas relacionadas à reestruturação como caminho para a privatização, e não aceitarão retirada de direitos e nem corte de benefícios. Com a decisão desta terça-feira, os trabalhadores anunciam que poderão paralisar suas atividades a qualquer momento ou conforme calendário nacional.

Mais informações sobre o suposto colapso você confere no Ecetista na Luta edição Nº161

Leia mais ...

VI CORTECT, realizado pelo SINTECT-GO, debate situação do país e da ECT

O SINTECT-GO promoveu nos dias 30 e 31 de janeiro o VI Congresso Regional dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos em Goiás, o CORTECT. O Evento foi realizado no auditório do Hotel Serras de Goyaz, em Goiânia, e além dos delegados do Congresso e dos palestrantes, o evento também contou com a participação do presidente da CUT-GO, Mauro Rubem, o secretário geral da FENTECT, José Rivaldo, Emerson Vasconcelos do MRL, entre outros.

Durante os dois dias de congresso, a categoria debateu sobre diversos assuntos, mas principalmente sobre a conjuntura política do país, dos Correios e do movimento sindical, bem como a reestruturação/terceirização e privatização, mudanças estatutárias, e política de investimentos estruturais do SINTECT-GO.

Leia mais no Ecetista na Luta edição de fevereiro.

Confira mais fotos em nossa galeria.

Fotos: Daniela Martins
Autoria: Laryssa Machado - Assessoria de Comunicação SINTECT-GO

Leia mais ...

Falta poucos dias para o VI CORTECT

 

Será realizado nos dias 30 e 31 de janeiro de 2016 o VI Congresso Regional dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos em Goiás (CORTECT).  O Congresso, promovido pelo SINTECT-GO, ocorrerá no Auditório do Hotel Serras de Goyaz, localizado na Av. Paranaíba, nº 1445, Centro, Goiânia, em frente ao Estádio Olímpico e próximo ao Centro de Convenções, a partir das 8h.

O VI CORTECT debaterá principalmente a conjuntura política geral e do Brasil, a conjuntura política dos Correios e do movimento sindical, reestruturação/terceirização e privatização, mudanças estatutárias, e política de investimentos estruturais do SINTECT-GO.

Durante o CORTECT, os trabalhadores propõem e decidem sobre mudanças no Estatuto do Sindicato; discutem temas relevantes para a categoria, relacionados com a pauta do Congresso, divulgados no respectivo edital de convocação, e apresentam textos e teses sobre os temas apresentados no Edital de Convocação do congresso.

 Além disso, o VI CORTECT é uma oportunidade para se divulgar os direitos dos trabalhadores, debater os problemas que envolvem os Correios e o movimento sindical na conjuntura atual e estabelecer um plano de lutas e ações.

O Congresso é considerado um dos mais importantes fóruns da categoria, é o órgão máximo de deliberação do SINTECT-GO, cuja realização deve ocorrer a cada três anos ou uma vez a cada mandato, conforme determina artigo 11º do Estatuto Consolidado do Sindicato.

A lista completa dos Delegados do VI CORTECT pode ser vista aqui. Mais detalhes sobre o Congresso e seus preparativos você confere no Informe Nº01 de Janeiro de 2016.

Participe!

 

 

Leia mais ...

Presidência dos Correios recebe sindicatos e FENTECT para discutir seu ajuste fiscal

Mais uma vez representantes da FENTECT e de bases sindicais no país foram recebidos pelo presidente dos Correios, Giovanni Queiroz, no dia 21 de janeiro, em Brasília. Na ocasião, o movimento sindical expôs sua opinião acerca do que vem sendo divulgado sobre o suposto colapso. Novamente, a ECT apresentou sua situação financeira, mas agora com os dados do mês de novembro, ocasionando assim em um prejuízo que chega a um bilhão e novecentos milhões, aproximadamente.

Durante a reunião, a presidência apresentou o plano de ação para a redução de forma sintética. Contudo, o movimento sindical teve acesso a Tabela de Ações de Redução de Despesas de Custeio e Investimentos, confira abaixo. Novas reuniões para discutir os impactos das medidas que se pretende tomar estão previstas para fevereiro.

Os trabalhadores sempre fizeram sua parte para que a Empresa tivesse lucro e organizados pelas entidades sindicais não aceitarão a retirada de direitos por conta da má gestão da empresa, nem fechamento de agências, ou a precarização dos serviços postais.

Confira aqui o pacote de maldades ou ataques aos direitos dos trabalhadores, que está sendo chamada pelo movimento sindical de ajuste fiscal dos Correios.

 

 

Leia mais ...
Assinar este feed RSS