Tenha um bom dia! Hoje é Sexta, dia 22 de Novembro de 2019. Agora são 06:41:23 hs

SINTECT-GO (118)

Déficit de pessoal nos Correios é destaque no Jornal do Meio Dia

Nos dias 08 e 09 de setembro, o Jornal do Meio Dia – TV Serra Dourada, exibiu duas matérias sobre Déficit de pessoal nos Correios em Goiás. A primeira reportagem: “Goianápolis: a cidade sem carteiros” surgiu após reclamações da população. No mesmo dia, a equipe da TV entrou em contato com o SINTECT-GO para buscar respostas quanta a falta de carteiros naquela cidade. O Sindicato, informou que há um déficit de profissionais em todo o estado, e que a solução para este problema vem sendo reivindicado há tempos, e é inclusive ponto de pauta da Campanha Salarial.

Confira abaixo as duas matérias exibidas pelo Jornal do Meio Dia

Goianápolis: a cidade sem carteiros


Déficit de carteiros prejudica população


Leia mais ...

SINTECT-GO promove IV Encontro Regional de Atendentes Comerciais

 

Para discutir a importância da participação do atendente comercial nas diversas lutas travadas pelos ecetistas, o SINTECT-GO realiza no dia 10 de setembro o IV Encontro Regional de Atendentes Comerciais em Goiás. O evento ocorrerá no auditório  Serra dos Pirineus, no Hotel Serras de Goyaz, localizado na Av. Paranaíba, 1445 - Setor Central, Goiânia – GO, a partir das 8h.

O Encontro, que visa ampliar a participação dos atendentes comerciais nas lutas da categoria, principalmente nesta Campanha Salarial, também irá debater sobre a privatização dos Correios e suas consequências para os trabalhadores, a política da exploração e de metas abusivas e o combate ao assédio moral.

Para se inscrever no IV Encontro Regional de Atendentes Comercias em Goiás, o atendente comercial interessado precisa preencher a ficha de inscrição abaixo e enviá-la ao SINTECT-GO, entre o dia 22 de agosto e o dia 06 de setembro, por:

  • email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ,
  • fax: (62) 3280-4415,
  • ou entregá-la diretamente na sede do Sindicato, localizada na Rua anhangá , Quadra 32-A Lote 25 Vila Brasília, Aparecida de Goiânia – Goiás.

Companheiro (a) atendente comercial, este é um evento que está sendo preparado exclusivamente para você. Uma oportunidade de ampliar conhecimentos, avançar em nossa unidade na luta, e buscar soluções aos problemas do dia a dia de trabalho nas agências dos Correios. Você não pode faltar.

Leia mais ...

Privatização dos Correios é discutida durante audiência promovida pelo SINTECT-GO

 

O Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e suas Concessionárias, Permissionárias, Franqueadas, Coligadas e Subsidiárias no Estado de Goiás (SINTECT-GO) realizou nesta quinta-feira, 1º de setembro, uma audiência pública para esclarecer a sociedade sobre as consequências da privatização dos Correios.  

Durante a audiência, que ocorreu na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, os diretos sindicais esclareceram os perigos da privatização dos Correios não só para os trabalhadores, mas também para toda a sociedade brasileira. “Para onde foram os bons trabalhadores do BEG, da CAIXEGO, para onde eles foram? O processo de privatização ele não vai afetar só o A ou só o B, ele vai afetar a todos, e maleficamente”, esclareceu o diretor sindical Elizeu da Silva.

O representante dos servidores no Conselho de Administração da Celg, Wagner Vilela Júnior, falou de sua experiência no comando contra a privatização da Companhia, que visa somente o lucro. Semelhante aos Correios, se a Celg for privatizada, a eletricidade não chegará mais para todos os cidadãos, a tendência é que os serviços sejam precarizados.

Ao fim da audiência, o SINTECT-GO reafirmou o compromisso de realizar mais ações para esclarecer os cidadãos e os trabalhadores das consequências da privatização, que está aí.

Leia mais ...

SINTECT-GO promove Audiência Pública, no dia 1º, para debater consequências da privatização dos Correios

 

 O Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e suas Concessionárias, Permissionárias, Franqueadas, Coligadas e Subsidiárias no Estado de Goiás (SINTECT-GO) realiza, no dia 1º de setembro, uma audiência pública para esclarecer a sociedade sobre as consequências da privatização dos Correios. A audiência, que faz parte de um conjunto de ações para barrar a privatização da estatal, ocorrerá no Auditório Costa Lima, da Assembléia Legislativa do Estado de Goiás, às 19h.

Com a desculpa de diminuir a presença do estado na economia, o governo interino está se preparando para privatizar diversas estatais, entre elas os Correios. No dia 22 de julho, o governo federal assentiu a privatização de seis distribuidores de energia da Eletrobrás que atendem o Acre, Alagoas, Amazonas, Rondônia, Roraima e Piauí, que deverão ser vendidas até dezembro de 2017.

Além de demissões em massa, mão de obra terceirizada, degradação das relações de trabalho, achatamento salarial, a privatização também traz diversas consequências para a sociedade. Ao privatizar determinado serviço e entregar o controle e o lucro ao capital privado, o Estado perde parte de sua soberania e se torna incapaz de proteger a sociedade contra o aumento de taxas, juros, entre outros. Além disso, os recursos brasileiros irão todos para o exterior, deixando o país ainda mais pobre, aumentando os índices de desigualdade social. Como a finalidade da empresa privada é o lucro, os valores dos serviços serão aumentados. Ainda sim, a empresa privada pode se negar a oferecer algum serviço em determinada localidade devido sua baixa viabilidade econômica, ou seja, muitas pessoas não terão mais acesso aos serviços prestados pelos Correios, que perderá a universalização do serviço postal.

Leia mais ...

SINTECT-GO tem novo estatuto

Após a alteração, o nome do sindicato passou ser Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e suas Concessionárias, Permissionárias, Franqueadas, Coligadas e Subsidiárias no Estado de Goiás.

Durante o VI Congresso Regional dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos em Goiás (CORTECT), realizado entre os dia 30 e 31 de janeiro no auditório do Hotel Serras de Goyaz, em Goiânia, diversas deliberações importantes para a categoria foram tomadas, entre elas mudanças no Estatuto da entidade.

Uma das principais mudanças no estatuto do SINTECT-GO é em relação ao nome do Sindicato, que de “Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e suas Subsidiarias no Estado de Goiás” passou a ser “Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e suas Concessionárias, Permissionárias, Franqueadas, Coligadas e Subsidiárias no Estado de Goiás – SINTECT-GO”. A alteração foi realizada tendo em vista as mudanças na estrutura administrativa da ECT, que possibilita a criação de subsidiárias e amplia os tipos de agências. “Hoje os Correios não podem criar apenas subsidiárias, mas uma série de outros tipos de agências”, explicou a advogada do Departamento Jurídico do Sindicato, Gizeli Costa. Apesar de ser contra a mudança, o Sindicato não pode deixar de oferecer assistência para os trabalhadores dos diversos tipos de agências que podem vir a surgir, uma vez que tais mudanças visam terceirização da mão de obra, bem como a redução de salários e direitos. Dessa forma, o Sindicato poderá defender os trabalhadores nessas situações, enquanto não consegue reverter à reestruturação.

Com o novo estatuto, o SINTECT-GO também passa a ter um regimento eleitoral, definido em 13 capítulos (Capítulos XII, XIII, XIV, XV, XVI, XVII, XVIII, IXX, XX, XXI, XXII, XXIII, XXIV e XXV), conferindo integridade, transparência e legitimidade ao processo. Além disso, o trabalho da comissão eleitoral será facilitado.

Outra mudança significativa foi o desmembramento da Secretaria de Assuntos Jurídicos Coletivos e Serviços Postais, passando a ter uma Secretaria exclusiva para Serviços Postais. Além disso, a Secretaria de Diversidade Sexual e de Pessoas com Deficiências e a Secretaria da Questão Racial foram fundidas, tornando se uma única pasta denominada Secretaria da Questão Racial, da Diversidade Sexual e de Pessoas com Deficiências.

A alteração no Capítulo V que trata da Assembleia Geral Ampliada (Congresso) constitui outra mudança importante no Estatuto. Antes, ao se eleger os delegados para o CORTECT, era usada, como exemplo, as regras para a eleição dos delegados sindicais. Agora, este processo possui regimento próprio.

O novo estatuto também amplia o número de unidades do interior que podem realizar assembleias regionais. Antes, apenas as unidades com no mínimo dez trabalhadores poderiam convocar assembleias, agora esse número foi reduzido para sete.

Confira o Estatuto do SINTECT-GO na íntegra aqui.

Leia mais ...

SINTECT-GO realiza seminário para tratar de privatização

 

A fim de esclarecer e tirar todas as dúvidas dos trabalhadores sobre privatização, o SINTECT-GO promove, no dia 02 de julho, o Seminário sobre Privatização, a partir das 8h, na sede do Sindicato, localizada na Rua Anhangá, Quadra 32-A, Lote 25, Vila Brasília, Aparecida de Goiânia. O evento contará com a presença do professor Alexandre Aguiar dos Santos, doutor em direito pela UFSC e diretor do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES), e outros convidados.

A ECT vem passando por um processo de reestruturação desde 2015, e no entendimento da Diretoria Colegiada do SINTECT-GO trata-se, nada mais nada menos, de ser a própria privatização da Empresa. Processo que só foi permitido pela famigerada MP 532 que se tornou a Lei 12490/2011. Com a posse do presidente interino, Michel Temer, o processo se acelerou e seguindo uma diretriz governamental neoliberal já se fala claramente em abertura de capital e privatização de parte da Empresa.

No dia 17 de junho os representantes dos sindicatos se reuniram em Brasília para a posse do novo presidente dos Correios, Guilherme Campos. Na ocasião, os trabalhadores questionaram sobre a reestruturação da ECT e consequentemente sua privatização.

Além disso, projetos em tramitação no Congresso favorecem a privatização não só dos Correios, mas de todas as estatais, como o PL 555/2015, que determina que empresas públicas e sociedades de economia mista sejam constituídas sob a forma de sociedade anônima, e o PLS 4330 (agora no Senado) que define que empresas poderão terceirizar não apenas as atividades-meio, mas também as atividades-fim, ou seja, uma série de ataque contra os direitos da classe trabalhadora estão sob a mira do capital.

Assim, é importante que o trabalhador entenda o que é privatização, como ela transforma as relações de trabalho e, principalmente, quais são as consequências para os trabalhadores e trabalhadoras.

 

 

Leia mais ...

ARCO/GT presta contas e altera estatuto durante assembleias

Dando mais uma passo rumo à democratização da Associação Recreativa dos Correios de Goiás e Tocantins (ARCO/GT), a Equipe de Gestão Transitória realizou no último sábado, 21 de maio de 2016, Assembleia Geral de Prestação de Contas e Assembleia Geral de Alteração Estatutária. As assembleias ocorreram na sede do SINTECT-GO, conforme divulgação na base e publicação de edital em um jornal de grande circulação em Goiás.

Pela primeira vez as contas da ARCO/GT foi apresentada para os associados, reafirmando assim o compromisso de administração transparente e responsável firmado pela Equipe de Gestão Transitória.  A prestação de contas da ARCO/GT estará em breve no site do Sindicato.

Além disso, durante a Assembleia Geral de Alteração Estatutária, o estatuto da entidade foi reformulado completamente para se adequar a Lei Nº 10.406/2002, que instituiu o Código Civil.

O desejo dos trabalhadores associados em participar democraticamente da gestação da ARCO/GT aos poucos começa a se tornar realidade.

Leia mais ...

SINTECT-GO fecha convênio com o SENAI-GO

 

Para incentivar que os ecetistas filiados se capacitem profissionalmente, o SINTECT-GO acaba de fechar um convênio com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Goiás (SENAI-GO). Com essa parceria, os trabalhadores filiados ao sindicato, dependentes e colaboradores do SINTECT-GO terão descontos ao se matricularem em algum curso oferecido pelo SENAI.

Neste primeiro momento, serão oferecidos cursos voltados para a realidade dos ecetistas, entre eles de aperfeiçoamento profissional, qualificação a distância, de idioma, técnico de formação (nível médio), cursos superiores e pós graduação. Confira abaixo a lista dos cursos ofertados:

Para se matricular, o filiado deve acessar este formulário e se inscrever no curso de sua preferência. O período do curso, carga horária e valor podem ser conferidos AQUI.

Vale ressaltar que os convênios firmados em 2015, e divulgados no Ecetista na Luta do mês de outubro de 2015, continuam. Para mais informações, acesse a aba de convênios no site do SINTECT-GO.

 

SE INSCREVA AQUI!

 

Leia mais ...

Unidades da DR/GO podem paralisar suas atividades no dia 29

Reivindicando melhores condições de trabalho, os trabalhadores da AC Porangatu, AC Uruaçu, CDD Bandeiras, CDD Jataí, e UD Senador Canedo podem paralisar suas atividades no próximo dia 29 de março de 2016. As assembleias para deflagração da paralisação serão realizadas também no dia 29 em frente às unidades, com primeira chamada às 8h e a segunda chamada às 8h15 nas unidades do interior, e primeira chamada as 08h30 e a segunda chamada as 09h em Goiânia. Problemas na estrutura física dos prédios onde funcionam as unidades, falta de climatização e falta de efetivo são os principais problemas citados pelos trabalhadores.

O principal problema da AC Porangatu é a falta de climatização, o único aparelho de ar condicionado da unidade é defeituoso, apesar de ser concertado diversas vezes. Os trabalhadores também reclamaram da Distribuição Domiciliária Alternada (DDA), que prejudica os carteiros e gera atraso na distribuição postal. Além disso, uma reforma no prédio foi prometida há anos, mas ela não foi de fato iniciada.

Na AC Uruaçu, os principais problemas são o DDA e o Sistema de Distritamento (SD), que não é colocado em prática. Os trabalhadores também reclamam da falta de um veículo para fazer a distribuição, que acaba sendo muito prejudicada.

Estrutura predial e falta de climatização são os principais problemas da UD Senador Canedo. A unidade é pequena e não comporta o número de trabalhadores, cerca de 25, e para piorar, a UD Senador Canedo só conta com um banheiro.

No CDD Jataí o problema também é em relação à estrutura predial. O CDD funciona em um prédio de dois andares, sendo que no segundo andar funciona REVEN e no primeiro o CDD, a Agência e o espaço para encomendas expressas do CEE , contudo não há espaço para a quantidade de trabalhadores existentes na unidade. Não há um lugar específico para guardar as caixas de correspondências, nem espaço para guardar o material de limpeza, que acaba sendo entulhado no banheiro feminino.

Já no CDD Bandeiras, a principal reclamação dos trabalhadores é em relação a um projeto de divisão do prédio em duas unidades, que nunca foi colocado em prática. Além disso, não há um espaço para se guardar as motos, que acabam ficando dentro da unidade. A falta de efetivo e o deslocamento de pessoas para outras funções ou unidades sem a substituição dos mesmos também são outros pontos de reivindicação.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS