Tenha uma boa tarde! Hoje é Segunda, dia 28 de Setembro de 2020. Agora são 15:39:57 hs

SINTECT-GO (154)

Parabéns a todas e todos pela luta!

Travamos uma luta árdua e intensa contra o Governo, Judiciário e Mídia nesta batalha! Lutamos bravamente pela defesa de nossos direitos e escrevemos um novo capítulo na história dessa categoria!

Travamos a maior greve da história dos Correios! Enfrentamos de cabeça erguida e com a certeza de que estávamos certos de que é preciso lutar! Ficou forte para nós a lição de que teremos cada vez mais que nos unir, que só a nossa unidade vai mudar todo esse estado de coisas!

Tivemos uma derrota momentânea e já temos que nos preparar para os próximos dias, recuamos para nos restabelecermos e tirarmos novas estratégias!

Nossa luta está só começando, é luta pra vida inteira! Momentos difíceis para nossa categoria e toda a classe trabalhadora, mas com a nossa unidade e companheirismo voltaremos a sonhar!

Agradecemos imensamente a todos pela confiança na condução desta greve! É uma honra lutar com vocês e representar estes bravos e bravas guerreiras!

Somos gratos, pois temos muitos companheiros e companheiras que podemos contar na luta!

 

A luta continua, nossa luta só começou! 

 

Diretoria Colegiada

SINTECT-GO

Leia mais ...

Carta aberta à Sociedade

O SINTECT-GO apresenta os motivos que obrigaram os trabalhadores (as) dos Correios em Goiás e, em todo o Brasil, a aderirem à greve em 2020:

  • Em 2019, ficou determinado que o Acordo Coletivo negociado entre a ECT e os trabalhadores (as) valeria por dois anos, até Julho de 2021;
  • Os trabalhadores (as) dos Correios não estavam preparados para negociação coletiva neste ano, sobretudo diante da pandemia da Covid-19;
  • A partir de uma liminar concedida pelo STF, a direção dos Correios desrespeitou a decisão do TST de 2019, que definiu os direitos constantes no Acordo Coletivo e ainda aproveitou para reduzir benefícios e a remuneração dos trabalhadores em plena pandemia;
  • A direção da empresa, juntamente com o governo, provocam uma greve de propósito, sem nenhum respeito com os trabalhadores e toda a população que necessita dos serviços dos Correios;
  • No primeiro semestre, tiveram o lucro de R$614 milhões, com isso não faltam recursos para a empresa, nem para o governo;
  • A greve não é culpa do Carteiro, do Atendente, do Operador de triagem, do Motorista ou Motociclista. Eles já ganham os menores salários entre os trabalhadores de todas as estatais brasileiras. E estão tendo a remuneração reduzida por meio do corte de direitos;
  • Não existe respeito algum com os trabalhadores (as) e seus familiares! Ninguém pode se calar diante de tantos ataques que todos os trabalhadores vem sofrendo e ainda mais com a forte ameaça de acabarem com nossos empregos diante de uma já planejada privatização;
  • Não estamos pedindo aumento salarial, apenas a manutenção dos direitos adquiridos. 

 

Os trabalhadores e trabalhadoras dos Correios contam com o seu apoio e sua compreensão!

 

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

Leia mais ...

Correios entram com dissídio coletivo no TST

   Após os Correios entrarem com dissídio coletivo de greve no Tribunal Superior do Trabalho (TST), ocorreu ontem (26) a primeira reunião de mediação com o Tribunal, a direção da FENTECT e a ECT. A empresa continua insistindo em uma apresentação financeira inexistente. Começaram alegando prejuízo contábil, mas tiveram de assumir que até metade desse ano, em plena pandemia, já contabilizaram mais de R$600 milhões de lucro.
  Mesmo com esse patamar e um Acordo Coletivo consolidado por dois anos, a ECT vem tentando rebaixar os salários dos trabalhadores (as) e atacar seus direitos. Ela fere não só o Acordo, mas a Constituição Federal com esses abusos. O lucro mostra também o porquê da insistência da privatização a todo custo.
  A trajetória dos Correios destaca todo o seu poder autolucrativo, uma empresa com cunho social e instrumento de integração nacional, com isso o governo deveria investir para que os Correios colaborasse mais ainda com as necessidades sociais da população brasileira e não retirar o pouco de benefícios que ainda se pode ter com o patrimônio público.
  Não é hora de recuar, nem de se deixar intimidar. A greve está forte nacionalmente e, em Goiás, já são mais de 600 trabalhadores que aderiram à greve. Continuemos na luta companheiros e companheiras! Juntos somos mais fortes contra todos os ataques! Vamos lutar pelo que é nosso!

 

Leia mais ...

Greve é ato legítimo de todos os trabalhadores (as)

Prezados Companheiros e Companheiras

O objetivo deste texto é fazer alguns esclarecimentos sobre algumas mentiras que foram divulgadas, na semana passada, por gestores da empresa ou por puxa-sacos que estão tentando desmobilizar o nosso movimento.

PRIMEIRO: Foi divulgado em Rio Verde e em algumas cidades da região, que a greve em Goiânia está fraquíssima e que só 40 pessoas estavam participando. Isso não é verdade, nós estamos com uma greve forte e consistente em Goiânia, com alguns atos, já que não podemos fazer aglomeração, fazemos alguns atos estratégicos no sentido de fortalecer mais e mais o movimento. Acontece que, como não se pode fazer aglomeração nesse momento, quando a Diretoria do Sindicato está na praça, o trabalhador só chega, assina o livro de presença e vai embora para não ficar aglomerando e, muitos também que estão na greve em Goiânia, com medo de contaminação, não vão à Praça. Mas divulgaram essa notícia, naquela região, para desmobilizar e desmotivar os grevistas, porque em Rio Verde a greve está fortíssima, com cerca de 35 trabalhadores participando. Em Jataí, da mesma forma, então na tentativa de desmoralizar, inventaram essa mentira.

SEGUNDO: Outra mentira que começaram a disseminar por aí é a de que o trabalhador desfiliado não pode participar da greve. Veja bem, a Lei de Greve não fala que quem pode participar de Greve em Campanha Salarial é só quem seja filiado. A legislação, por enquanto, não faz diferenciação entre quem está filiado e quem não está, então, quando o SINTECT/GO publica edital, publica para contemplar quem é trabalhador dos Correios. Se você é filiado ou não, sendo trabalhador dos Correios o edital está valendo para você.

TERCEIRO: Estão disseminando que gerentes de agências em geral e trabalhador de agência unipessoal não pode participar da greve e isso também não é verdade. A única orientação que é feita para esses é que, antes de aderir à greve comuniquem aos seus superiores e que se a gestão quiser enviar outra pessoa para abrir a agência, que a chave estará à disposição.

OBSERVAÇÃO: Aproveitamos para pedir a todos vocês das unidades do interior, que tirem fotos da participação na greve em frente às agências e mandem para nós, para montarmos um vídeo motivacional para nós intensificarmos essa greve.

No mais é fortalecermos o movimento e vamos à luta. Nós estamos muito contentes com a adesão, apesar de que entendemos que não é uma adesão unânime de todas as Unidades, pois o momento é grave e exige posições radicais.
Quem não participou na semana passada tinha como justificativa a esperança depositada no julgamento do STF. Com o STF unânime contra nós, agora deveríamos sermos unânimes no movimento em defesa dos nossos direitos e empregos.

Vamos à LUTA ATÉ A VITÓRIA!

DIRETORIA COLEGIADA
SINTECT/GO

Leia mais ...

PCCS/95: Trabalhadores poderão receber pagamentos a partir do mês de Setembro

Companheiros e Companheiras, todos sabem que os 45 processos do PCCS/95 estão em fase de cumprimento de sentença. Neles, há dois grandes grupos: os que concordaram e os que não concordaram com as contas apresentadas pela empresa. No grupo dos que concordaram, os que tem valores acima de 60 (sessenta) salários mínimos, receberão por Precatório, todos já expedidos e inscritos, com vencimento em dezembro de 2021. Após as burocracias de liberação, o Sindicato estima que estará efetuando o pagamento aos trabalhadores desta modalidade em meados de fevereiro de 2022.

Os que concordaram com a conta da ECT e tem valores abaixo de 60 (sessenta) salários mínimos, receberão por RPV- Requisição de Pequeno Valor. Para cada um dos 45 processos está sendo emitida uma única RPV, contendo o nome e o crédito de cada trabalhador. Após ser intimada da RPV, a empresa tem 60 dias úteis para efetuar o depósito judicial do crédito. Após o depósito, iniciam-se as burocracias de liberação do valor ao Sindicato, que chamará os credores para receberem o valor.

Algumas RPV’s já venceram e, para estas, a empresa já fez o depósito do valor em juízo. Estamos na fase das burocracias junto ao Tribunal do Trabalho para liberação do crédito, fase que envolve a emissão de guias para o INSS, FGTS e Receita Federal e posterior transferência do credito líquido para o Sindicato efetuar o pagamento a cada trabalhador.

A previsão do SINTECT-GO é que no final do mês de setembro os valores já estejam disponíveis na conta do Sindicato, que convocará o trabalhador para receber.

Para os que não concordaram com a conta da ECT, a notícia é que os parâmetros de correção de cálculos já estão sendo definidos para que cada progressão seja de 5%, não cesse em 2008 e nem no nível da carreira em que se encontra o credor, critérios que farão enorme diferença no valor final da conta de liquidação. Esses parâmetros, após decididos pelo juiz da vara de execuções, passarão por revisão em recursos. Este grupo deverá aguardar novas informações do Sindicato.

 

SINTECT-GO

Diretoria Colegiada 

 

ATENÇÃO:

Considerando que, já neste segundo semestre de 2020 devem começar os pagamentos das RPV´s dos que concordaram com a conta de liquidação da empresa, é preciso que os trabalhadores de Goiás, ativos e inativos, promovam a imediata atualização dos seus dados cadastrais para quando formos notificados pela Justiça para efetuar os pagamentos, tenhamos todos os dados necessários para o pagamento e para as informações obrigatórias ao INSS, CEF (FGTS) e Receita Federal.

 

COMO FAÇO PARA ATUALIZAR OS MEUS DADOS ?

Acesse o site do Sindicato, através da CENTRAL DE RELACIONAMENTO, cadastre sua SENHA e atualize os seus dados cadastrais com telefone de contato, Whatsapp (indispensável), conta bancária de sua titularidade para  transferência do crédito (indispensável), endereço atual e completo, todos os documentos RG, CPF, CTPS, TÍTULO ELEITORAL, com datas de expedição.

Ao acessar, caso não seja filiado, aproveite para filiar-se ao Sindicato. Não fique só, junte-se a nós para o fortalecimento da instituição! Somente quando estamos juntos é que somos fortes e VOCÊ é o elo que falta. Venha participar conosco da luta!  

Acesse: www.sintectgo.org.br, vá em CENTRAL DE RELACIONAMENTO e atualize já os seus dados cadastrais! Não deixe para a última hora! Havendo dúvidas, mande mensagem pelo Whatsapp ou ligue: (62) 32808246/996888402.

 

 

Leia mais ...

Trabalhadores (as) dos Correios em Goiás e em todo o país deflagram greve por tempo indeterminado

Em razão dos inúmeros ataques que os trabalhadores (as) dos Correios vem sofrendo e da intransigência da ECT em negociar, os 36 sindicatos da categoria decidiram, em amplo debate, unificar o calendário de lutas e realizar uma grande mobilização e greve nacional, a partir das 22 h de ontem (17). Em Goiás, cerca de 300 trabalhadores (as) participaram de Assembleia Geral para aprovação da greve e, em todo o país, cerca de 100 mil trabalhadores dos Correios deliberaram greve nacional em assembleias organizadas pelos sindicatos filiados.

  Os profissionais dos Correios vão parar as atividades por tempo indeterminado contra a retirada de direitos, contra a privatização da empresa e negligência com a saúde dos trabalhadores em relação à Covid-19. 

Por que estamos em greve nesse momento? 

  • Os trabalhadores (as) dos Correios vem sofrendo diversos ataques nos últimos anos, enfrentando o desmonte e o sucateamento da empresa claramente provocados para que a única saída seja a privatização; 

  • Desde o início da pandemia da Covid-19, esses ataques ficaram ainda mais graves, pois para oferecerem o básico para a garantia de saúde e proteção dos trabalhadores (as), a ECT precisou de liminar na Justiça e, muitas vezes, não seguiu a determinação;

  • Ao suspenderem o Acordo Coletivo, que valia por dois anos, obrigaram os trabalhadores (as) a realizarem um processo de negociação coletiva em plena pandemia;

  • O General Floriano Peixoto, presidente dos Correios, ainda apresentou uma proposta em que haverá a retirada de 70 cláusulas do atual Acordo Coletivo, acabando com os 30% do Adicional de Risco, Vale Alimentação, Auxílio Creche/Babá, 70% sobre férias, Licença Maternidade de 180 dias, entre outros. São direitos conquistados historicamente pelos trabalhadores (as) dos Correios. Houve ainda um aumento na participação dos planos de saúde, em detrimento da redução da participação da empresa. 

  Diante de tantos ataques e da ampla retirada de direitos por parte da ECT e do Governo Federal, e de tamanha negligência com a saúde e a integridade dos trabalhadores dos Correios, agora é greve! 

Leia mais ...

Assembleia Geral Extraordinária: Agora é greve!

   O SINTECT-GO convoca todos os trabalhadores e trabalhadoras dos Correios em Goiás para a Assembleia Geral Extraordinária, por meio de videoconferência, que será realizada na próxima segunda-feira, 17, a partir das 18h30. Na pauta da Assembleia teremos os seguintes pontos: Informes, Avaliação da Campanha Salarial e aprovação (ou não) de Greve a partir das 22 horas do mesmo dia (17). O link para participação será disponibilizado a todos os trabalhadores (as) da base do SINTECT-GO por email e whatsapp até segunda-feira.
   Após Assembleia no último dia 04 de agosto, os trabalhadores (as) decidiram unificar a data com a FENTECT e com os 36 sindicatos da categoria para uma mobilização nacional. A greve é resultado dos inúmeros ataques sofridos pelos Ecetistas nos últimos anos e, mesmo diante de uma grave pandemia do novo Coronavírus, o governo e a direção dos Correios insistem no desmonte da empresa com o intuito de privatização e em atacar os trabalhadores retirando direitos historicamente conquistados.
  Ao suspenderem o Acordo Coletivo que valia por dois anos, obrigaram os trabalhadores (as) a realizarem um processo de negociação coletiva em plena pandemia e, além disso, o General Floriano Peixoto ainda apresentou uma proposta em que haverá a retirada de 70 cláusulas do atual Acordo Coletivo, acabando com os 30% do Adicional de Risco, Auxílio Creche/Babá, 70% sobre férias, entre outros. Um desrespeito escancarado com os profissionais dos Correios.
Por isso, esperamos todos os trabalhadores (as) para uma grande mobilização. Direitos se ampliam, não se retiram! Por nenhum direito a menos, agora é greve!

#Vai ter luta!
#Contra a retirada de direitos!
#Diga não à privatização!
#Pela vida!
#SINTECT-GO na luta sempre!

 

Diretoria Colegiada
SINTECT-GO

 

 

Leia mais ...

Assembleia Geral Extraordinária: Indicativo de greve para o dia 17 de agosto

   O SINTECT-GO realizou ontem, 04/08, Assembleia Geral Extraordinária de forma virtual. A reunião, que teve início às 19 horas conforme divulgado, contou com a presença do secretário-geral da FENTECT, José Rivaldo, do secretário de imprensa da FENTECT, Emerson Marinho e uma média de 132 trabalhadores (as) e afiliados (as).

   Após as avaliações da Campanha Salarial e do cenário em que a categoria e o país vivem, foi decidido, por unanimidade, pela manutenção do estado de greve e o indicativo de greve para o dia 17 de agosto, a partir das 22 horas, no entendimento de construir a unidade entre os 36 sindicatos para este enfrentamento.

   Vamos continuar na luta pelos nossos direitos conquistados historicamente e que vem sendo atacados dia após dia. Por nenhum direito a menos, agora é greve!

#Vai ter greve!

#Pela vida!

#Diga não à privatização!

#SINTECT-GO na luta sempre!

 

Diretoria Colegiada

SINTECT-GO

Leia mais ...

Assembleia Geral Extraordinária: Greve Nacional para o dia 04 de Agosto

O SINTECT-GO convoca todos os trabalhadores (as) e filiados (as) para a Assembleia Geral Extraordinária, por meio de videoconferência, que será realizada na próxima terça-feira,04 de Agosto, a partir das 18h30. Na pauta da Assembleia estão os seguintes pontos: avaliação da Campanha Salarial e aprovação (ou não) de Greve a partir das 22 horas do mesmo dia (04/08). Essa Assembleia é resultado da decisão de mais de 200 trabalhadores (as) que recusaram a proposta da ECT, que apresenta a retirada de 70 cláusulas do atual Acordo Coletivo e aprovaram o estado e o indicativo de greve.

Após tantos ataques contra os Ecetistas, retirando direitos conquistados historicamente, negligenciando cuidados básicos de segurança e proteção aos trabalhadores (as) em tempos de grave pandemia da Covid-19 e ainda o desmonte explícito dos Correios com o pretexto de privatização, precisamos nos unir porque a luta será ainda mais dura. O Sindicato conta com a união e a mobilização de todos para vencermos mais essa batalha.

A Greve é fruto da intransigência da empresa e do Governo Federal em querer rasgar o Acordo Coletivo dos trabalhadores (as) em pleno período de pandemia!
O Governo  quer massacrar os trabalhadores dos Correios neste difícil momento para a sociedade brasileira e o mundo, mexendo em uma decisão que já estava pacificada com a sentença normativa que valia por dois anos!

Não aceitaremos e lutaremos pelos nossos direitos conquistados historicamente a duras penas! Por nenhum direito a menos, agora é greve!

 

#Vai ter luta!

#Agora é greve!

#Contra a retirada de direitos!

#Diga não à privatização!

#Pela vida!

#SINTECT-GO na luta sempre!

Diretoria Colegiada

SINTECT-GO

 

Leia mais ...

Mandato dos Delegados Sindicais é prorrogado até Janeiro de 2021

O SINTECT-GO informa a todos os trabalhadores (as) e filiados(as) que as eleições para Delegados Sindicais, que ocorreriam no final do mês de Julho, foram adiadas para Janeiro de 2021, prorrogando, assim, o mandato atual dos Delegados Sindicais até essa data.

Em razão da pandemia do novo Coronavírus que vem se agravando a cada dia no país, pensando no isolamento social e como forma de prevenção de disseminação da doença, decidimos a não realização das eleições e também do curso de Formação Sindical nesse momento.

Continuamos na luta por todos os trabalhadores e trabalhadoras contra todos os ataques que a categoria vem sofrendo, cada dia de forma mais ampliada.

 

#Vai ter luta!

#Pela vida!

#Nâo à privatização!

#Cadê o cumprimento do protocolo profilático?

#E agora ECT?

 

 

Diretoria Colegiada

SINTECT-GO

Leia mais ...
Assinar este feed RSS